Início > Notícias de Atualidade
Tibetanos celebram 54º aniversário da libertação dos escravos
2013/03/29

Lhasa, 29 mar (Xinhua) -- Os habitantes da Região Autônoma do Tibet, no sudoeste da China, celebraram na quinta-feira o 54º aniversário da libertação dos escravos tibetanos.

Quase 3 mil pessoas se reuníram na praça em frente ao Palácio Potala na capital regional de Lhasa, na manhã de quinta-feira, para assistir à cerimônia, cantando o hino nacional para comemorar o evento.

As autoridades designaram o dia 28 de março como aniversário para comemorar a reforma democrática de 1959 no Tibet, que aboliu a escravidão feudal e libertou cerca de 1 milhão de escravos tibetanos, ou 90% da população regional.

Nyima Tsering, aposentado tibetano de 71 anos, disse que participa da celebração pública todos os anos.

"É um festival para todos os tibetanos", manifestou ele.

Nascido em uma família de escravos, Nyima lembrou que tinha uma vida difícil e que ser escravo tirou sua liberdade.

A emancipação lhe permitiu recuperar sua liberdade, obter educação e ter uma vida digna, disse ele.

No domingo, artistas apresentaram um espetáculo especial para comemorar o aniversário na Escola de Ensino Médio Qusum no distrito de Qusum.

Os espetáculos integraram dança, leituras poéticas e dramas descrevendo o agradecimento dos escravos ao Partido Comunista da China (PCC).

Ke Donghai, secretário do Comitê Distrital de Qusum do PCC, disse que o espetáculo tenta ensinar a geração mais jovem sobre a história do Tibet e os encorajar a fazer contribuições para a nação.

Os dados oficiais mostram que o produto interno bruto (PIB) de Lhasa chegou a 26,26 bilhões de yuans (US$ 4,22 bilhões) em 2012, um aumento anual de 18,2%.

O governo planeja investir 193,1 bilhões de yuans em 226 projetos no Tibet entre 2011 e 2015, cerca de 2,5 vezes que o valor investido durante o último período quinquenal. Fim

Suggest to a friend   
Print