Início > Relações Sino-brasileiras
China pede que Brasil pare com medidas de defesa comercial
2016/07/18

Beijing, 18 jul (Xinhua) -- A China pediu ao Brasil para que pare de usar a medida controvertida de País Substituto na sua investigação antidumping sobre fio de aço de alto-carbono da China.

O Ministério do Comércio emitiu um comunicado na sexta-feira dizendo que o Brasil planejou usar os Estados Unidos como um país analógico na revisão para avaliar os preços normais do produto chinês.

Com a medida do País Substituto, os preços de um país ou região terciária poderiam ser usados para avaliar se um país esteja exportando com preço abaixo do mercado ou dumping.

Porém, de acordo com o protocolo de acessão assinado quando a China tomou parte na Organização Mundial do Comércio em 2001, a medida de País Substituto expira-se em 11 de dezembro de 2016, disse o ministério.

O uso frequente de práticas protecionistas não ajudará a resolver a preocupação do setor siderúrgico internacional no meio do esfriamento econômico, e o Brasil deve frear as medidas de defesa comercial, segundo o comunicado.

A fonte disse que a China e o Brasil, sendo países membros do BRICs, devem aumentar comunicação e colaboração para criar um ambiente favorável de benefício mútuo. Fim

Suggest to a friend   
Print