Início > Bem-vindo à Embaixada > Discursos do Embaixador
Discurso do Embaixador Li Jinzhang na Recepção em Comemoração do 65º Aniversário da Proclamação da República Popular da China e 40º Aniversário do Estabelecimento das Relações Diplomáticas entre China e Brasil
2015/01/10
 

(em 7 de outubro de 2014, Brasília)

 

 Em primeiro lugar, gostaria de dar as calorosas boas-vindas a todos em nome da Embaixada da China no Brasil e em nome do Sr. Chen Xi, Cônsul-Geral no Rio de Janeiro e Sr. Wang Xian, Cônsul-Geral em Recife, que viajaram especialmente a Brasília por esta ocasião.

Ao longo dos últimos 65 anos,  por meio de árduas lutas e incansáveis esforços, o povo chinês alcançou grandes êxitos que chamam a atenção do mundo. Hoje, com um PIB acima de US$ 9 trilhões, a China já é a segunda maior economia no mundo. Ao mesmo tempo, o nível de vida do seu povo vem se melhorando constantemente e as causas sociais têm logrado resultados integrais. A China tem vindo a contribuir cada vez mais para a paz e o desenvolvimento do mundo.

No ano corrente, o nosso país tem dado passos concertados em várias vertentes, como a manutenção de estabilidade econômica, reajuste da estrutura econômica, aprofundamento da reforma e melhoria da vida do povo. Como resultado, conseguimos um crescimento econômico bem estável, com uma taxa de 7.4% no primeiro semestre. Iremos aprofundar a reforma em todos os sentidos, ampliar a abertura ao exterior, acelerar o reajuste da estrutura econômica com vistas a alcançar um desenvolvimento saudável e duradouro com constantes avanços sociais.

Ao buscar a meta de dois Centenários e o Sonho Chinês da grande revitalização nacional, a china trará grandes oportunidades e enorme mercado para o mundo. Vamos seguir firmemente o caminho de desenvolvimento pacífico, aderir firmemente aos princípios de benefício mútuo e ganho comum, de modo a compartilhar oportunidades e enfrentar desafios com os outros países do mundo em defesa da paz e estabilidade tanto mundial como regional, sempre visando criar um futuro melhor para a Humanidade.

O ano corrente também é excepcional para o Brasil. Como anfitrião, o Brasil ofereceu ao mundo inteiro uma Copa do Mundo mais espetacular na história deste evento. Apenas na China, os 64 jogos da Copa atrairam uma audiência de TV de 10 bilhões, enquanto 5000 chineses viajaram ao Brasil para assistir aos jogos nos estádios. O Brasil também organizou com sucesso a XI Cúpula do BRICS, o Encontro entre os Líderes do BRICS e da América do Sul bem como o Encontro entre os Lídres da China e da América Latina e Caribe. A projeção e estatuto internacional do Brasil sairam ainda mais elevados, o que merece as nossas calorosas felicitações.

Senhoras e senhores, meus amigos,

40 anos atrás, China e Brasil, os dois maiores países em desenvolvimento respetivamente do hemisfério leste e do oeste, abriram as suas portas para os intercâmbios oficiais. Ao longo dos últimos 40 anos, entre a China e o Brasil, testemunhamos um aumento da confiança mútua no campo político e uma estreita coordenação nos assuntos internacionais em defesa dos interesses comuns dos países em desenvolvimento. Os dois países têm ampliado a cooperação econômica-comercial, com rápido crescimento do comércio e investimento. Para o Brasil, a China já se tornou no maior parceiro comercial, maior destino de exportações, maior origem de importações e principal origem do investimento. Os intercâmbios humanísticos entre os dois países também têm se intensificado, consolidando cada vez mais o fundamento popular da nossa parceria.

Em julho do ano corrente, o Presidente Xi Jinping realizou uma visita de grande sucesso ao Brasil e teve conversações frutíferas com a Presidenta Dilma Rousseff. Foram assinados documentos de grande importância nas áreas de investimento, ciência, tecnologia e inovação, tecnologia de informática, infraestrutura, etc., com valor total de cerca de US$ 35 bilhões. A visita é um marco histórico que elevou a Parceria Estratégica Global China-Brasil a um novo patamar.

Olhando para o futuro, estamos plenamente confiantes sobre as perspectivas do desenvolvimento das relações China-Brasil. Perante o cenário internacional em transformação e as nossas próprias necessidades do desenvolvimento, o conteúdo da nossa Parceria Estratégica Global será cada vez mais rica e a abrangência de nossa cooperação será cada vez mais ampliada. O Presidente Xi Jinping, ao resumir as experiências dos 40 anos de relações China-Brasil, salientou quatro princípios, ou seja, respeito mútuo, benefício recíproco e ganhos compartilhados, colaboração e intercâmbio complementar. A China vai seguir firmemente o espírito desses princípios, conjugar os esforços com o Brasil para ampliar os nossos consensos estratégicos e promover cooperação de benefício recíproco, para dar maiores contribuições ao bem-estar dos dois povos e à paz e desenvolvimento do mundo.

Senhoras, senhores e meus amigos,

Gostaria de aproveitar esta ocasião para agradecer ao General Wang Xiaojun, Adido Militar e ao Sr. Jiang Dehua, Conselheiro da Ciência e Tecnologia da Embaixada, que estão para deixar o Brasil. Durante os seus mandatos, eles têm trabalhado de forma dedicada e eficiente para a promoção de cooperação China-Brasil nas áreas militares e científico-tecnológicas. Gostaria também de apresentar a todos o nosso novo Adido Militar, Coronel Superior Xu Youming, a quem dou as boas-vindas.

Hoje estão conosco alguns representantes empresários da China que trabalham no Brasil. Espero que vocês trabalhem juntos e dêm novas contribuições para promover do desenvolvimento socio-econômico local e as relações sino-brasileiras.

Queria também dar felicitações aos compartriotas chineses, alguns dos quais viajaram a brasília de outro estados. Agradeço-lhes pelos seus esforços na promoção de amizade entre os povos dos nossos dois países.

Por fim, proponho um brinde,

Pela prosperidade da República Popular da China e da República Federativa do Brasil,

Pela amizade eterna entre os povos da China e do Brasil,

Pela saúde de todos os presentes!

Saúde!

Suggest to a friend   
Print